quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Família é prato difícil de preparar.

(de "O Arroz de Palma,de Francisco Azevedo)
 
 
 
Família é prato difícil de preparar. São muitos ingredientes. Reunir todos é um problema, principalmente no Natal e no Ano Novo. Pouco importa a qualidade da panela, fazer uma família exige coragem, devoção e paciência. Não é para qualquer um. Os truques, os segredos, o imprevisível. Às vezes, dá até vontade de desistir. Preferimos o desconforto do estômago vazio. Vêm a preguiça, a conhecida falta de imaginação sobre o que se vai comer e aquele fastio. Mas a vida, (azeitona verde no palito) sempre arruma um jeito de nos entusiasmar e abrir o apetite. O tempo põe a mesa, determina o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Fulana sai a mais inteligente de todas. Beltrano veio no ponto, é o mais brincalhão e comunicativo, unanimidade. Sicrano, quem diria? Solou, endureceu, murchou antes do tempo. Este é o mais gordo, generoso, farto, abundante. Aquele o que surpreendeu e foi morar longe. Ela, a mais apaixonada. A outra, a mais consistente.
E você?  É, você mesmo, que me lê os pensamentos e veio aqui me fazer companhia. Como saiu no álbum de retratos? O mais prático e objetivo? A mais sentimental? A mais prestativa? O que nunca quis nada com o trabalho? Seja quem for, não fique aí reclamando do gênero e do grau comparativo. Reúna essas tantas afinidades e antipatias que fazem parte da sua vida. Não há pressa. Eu espero. Já estão aí? Todas? Ótimo. Agora, ponha o avental, pegue a tábua, a faca mais afiada e tome alguns cuidados. Logo, logo, você também estará cheirando a alho e cebola. Não se envergonhe de chorar. Família é prato que emociona. E a gente chora mesmo. De alegria, de raiva ou de tristeza.

Primeiro cuidado: temperos exóticos alteram o sabor do parentesco. Mas, se misturadas com delicadeza, estas especiarias, que quase sempre vêm da África e do Oriente e nos parecem estranhas ao paladar tornam a família muito mais colorida, interessante e saborosa.
Atenção também com os pesos e as medidas. Uma pitada a mais disso ou daquilo e, pronto, é um verdadeiro desastre. Família é prato extremamente sensível. Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido. Outra coisa: é preciso ter boa mão, ser profissional. Principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte. Uma grande amiga minha desandou a receita de toda a família, só porque meteu a colher na hora errada.
O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe Família à Oswaldo Aranha; Família à Rossini
; Família à Belle Meunière; Família ao Molho Pardo,  em que o sangue é fundamental para o preparo da iguaria. Família é afinidade, é “à Moda da Casa. E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.
Há famílias doces. Outras, meio amargas. Outras apimentadíssimas. Há também as que não têm gosto de nada, seriam assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha.  Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.

Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia. A gente cata um registro ali, de alguém que sabe e conta, e outro aqui, que ficou no pedaço de papel. Muita coisa se perde na lembrança. Principalmente na cabeça de um velho já meio caduco como eu. O que este veterano cozinheiro pode dizer é que, por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer. Se puder saborear, saboreie. Não ligue para etiquetas. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. Aproveite ao máximo. Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Eu quero o BOO!!!!!






Eu quero essa coisa linda, ele é muito fofinho, se chama BOO e é o cachorro mais fofinho do mundo, tem até um perfil no facebook!!!!!! A raça dessa fofura é Lulu da Pomerânia.


O meu amor


O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada
O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo, ri do meu umbigo
E me crava os dentes
Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz
O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que me deixa maluca, quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba mal feita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando ele se deita
O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios, de me beijar os seios
Me beijar o ventre e me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo como se o meu corpo
Fosse a sua casa
Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz

(Chico Buarque)

Ainda temos tempo...



“Com 3 anos uma menina se olha no espelho e vê uma rainha.
Aos 8 anos ela se olha no espelho e vê a Cinderela.
Aos 15 anos ela se olha no espelho e vê a irmã adotiva horrorosa da Cinderela: "Mãe, é impossível eu ir para a escola assim."
Com 20 anos uma jovem mulher se olha no espelho e se vê "muito gorda, muito magra, muito baixa, muito alta, os cabelos cacheados demais, lisos demais". Mas ela sai assim mesmo.
Aos 30 ela se olha e se vê "muito gorda, muito magra, muito baixa, muito alta, os cabelos cacheados demais, lisos demais". Mas ela acha que não tem tempo de cuidar disso agora e saí assim mesmo.
Aos 40 ela se olha e se vê "muito gorda, muito magra, muito baixa, muito alta, os cabelos cacheados demais, lisos demais". Mas ela diz: pelo menos eu estou limpa e saí assim mesmo.
Aos 50 anos ela se olha e diz: "eu sou como eu sou" e saí para todo e qualquer lugar que ela queira ir.
Com 60 anos ela se olha no espelho e se lembra de todas as pessoas que já não podem mais se olhar em um espelho. Ela sai e conquista o mundo.
Aos 70 ela se olha e vê Sabedoria, Sorrisos e Capacidade - ela saí e aproveita a vida.
Com 80 anos ela nem liga para nenhum espelho. Ela simplesmente coloca um chapéu lilás na cabeça e sai para se divertir mundo afora.
Talvez devêssemos usar um chapéu lilás mais cedo.” 

(Autor desconhecido)

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

É NATAL!!!!!!


Acabei de ganhar esse cartão de Natal de uma amiga muito querida, eu AMEI e resolvi postar aqui no blog.

AMO O NATAL! PAZ E AMOR PRA TODOS!!!!!!

Cuidem dos seus bichinhos, eles merecem muito carinho também!!!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

antes de você..


Não me lembro como eu era antes de você..

I'll love you more!!

 
"All these places had their moments
With lovers and friends I still can recall
Some are dead and some are living
In my life I've loved them all

But of all these friends and lovers
There is no one compared with you
And these memories lose their meaning
When I think of love as something new

Though I know I'll never lose affection
For people and things that went before
I know I'll often stop and think about them
In my life I'll love you more"

Só nós sabemos como é..

" Há dias em que estou má e crítica, outros em que estou boa, um mel. Há dias em que tenho toda a paciência do mundo, mesmo com os que nasceram só para chatear, outros em que a insatisfação alheia perante a vida me irrita.  Há dias em que sou cabra, outros ovelha. Há dias em que preciso de toda a maquilhagem de feia que sou, outros em que me gosto desmaquilhada. Há dias em que invento cores para pôr nas unhas, outros em que desejava nunca as ter pintado. Há dias em que sou poderosa só com uns saltos altos, outros em que me magoam e saturam, ainda outros, que me bastam uns sapatos rasos e quero lá eu saber de sacrifícios em prol do ego. Há dias em que adoro o cabelo comprido pelas costas, outros em que o desejava cortar rente, só para não ter de cuidar dele. Há dias em que desejava ter nascido homem, libertar-me do soutien que não me deixa respirar e me aperta e sufoca o coração. Há dias em que só me vejo de saias, outros em que me prendem na obrigação de cruzar as pernas quando me sento e ainda outros em que me sinto feminina de calças.  Há dias em que demoro a escolher as meias, outros em que me incomodam. Há dias em que me podem pedir mais e mais, há outros em que não me podem pedir nada. Há dias em que tenho tanta energia que nem eu sou capaz de saber tudo quanto fiz, há outros que até parada me canso. Há dias que penso no futuro, na pele, na saúde e como fruta e legumes, outros em que no presente sem  querer futuro me afogo  em Big Mac's e chocolates. Há dias em que insulto a balança, que de certezinha foi inventada por um homem  e amaldiçoo todos os homens do mundo, outros, a maior parte deles, em que os adoro, abençoados sejam. Há dias em que não sei o que vestir porque gosto de tudo, outros em que  o armário está estupidamente vazio. Há dias em que quero perfumes e mais lingerie, outros que só quero pijamas e pantufas polares. Há dias em que adoro o que compro, outros em que não sei onde tinha a cabeça quando comprei aquela droga. Não sabia? É por isso que nós passamos a vida a trocar o que comprámos.  Há dias em que pinto arco-íris num céu cinzento de tão escuro e baixo que é, outros em que o céu azul me fere os olhos, até com óculos de sol. Há dias em que odeio a chuva que me estragou o cabelo, outros em que gosto de a ver e quero lá eu saber do cabelo. Há dias assim e dias assado. Não há dois iguais, no mesmo cenário, com a mesma roupa, numa só mulher. Malditas variações hormonais que nos fazem ser tantas numa só. "

(autor desconhecido)

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Mazembe????

Nomezinho estranho esse, não?!

Este time da República Democrática do Congo que o Internacional enfrentará em seu primeiro jogo do Campeonato Mundial Interclubes FIFA às 14h de hoje (14.12).
O nervosismo tá pegando, to com uma dor de cabeça absurda e o pior, tenho que trabalhar. Não vou poder ver o jogo pela televisão, apenas ouvir no radinho, a única vantagem é que vou saber dos gols muito antes do pessoal que vai ver na net. Gols? Espero que sejam vááários e pro nosso querido colorado. To apostando em 2 a 1, mas não sei ainda quem vai fazer os gols, quem sabe o nosso querido cone, ou o menino de Erechim, Índio de cabeça... aiai... agora é esperar pra ver e torcer muito.

Muita energia positiva pros nossos guerreiros!!!!!!!!!!!

VAMO MEU INTER!!!!!!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Medo de dirigir..

Viver dependendo de carona do pai, das amigas, ir trabalhar de ônibus, gastar fortunas com táxi são apenas alguns dos motivos que me fizeram entrar numa auto-escola.
Sempre pensei que carro era coisa de homem, que eu não iria precisar dirigir, pois me levavam e me buscavam da onde eu queria, foi começar a faculdade e a trabalhar que eu vi que não era bem assim. Aos 21 anos, resolvi entrar na auto-escola, não tive apoio do meu pai, apenas da minha mãe (ela tem carteira, mas não dirige - acho que se eu dirigisse seria uma vitória dela também), mas eu estava resolvida que eu seria "locomotivamente" independente. Eu sempre sonhei que estava dirigindo e batia o carro ou não sabia onde era o freio, onde era a embreagem.. o medo começou a tomar conta de mim. Resolvi escrever sobre isso hoje, pois arranhei o carro do meu namorado e de um amigo (é isso ai, eu sou uma futura motorista maneta, facona :| ) Eu fiz as aulas teóricas e passei.. ufa! Pelo menos essa proeza eu conquistei!  Fiz as aulas práticas, fui bem, achei que eu era mais desgovernada. Chegou o dia do teste e eu levei meu ipod e fiquei ouvindo as minhas músicas favoritas e respirando lentamente, enquanto as outras pessoas faziam suas provas, a maioria não passou, erravam na baliza. Ai eu me pergunto, por que fazer a tal da baliza é tão complicado? Quando foi a minha hora de fazer a prova, entrei no carro, arrumei os espelhos, soltei o freio de mão, arrumei o meu banco, só esqueci de uma coisa.. de colocar o cinto! O que aconteceu? RODEI! Não pude nem ver se eu tava pronta pra dirigir ou não. Passaram uns 2 ou 3 meses e aqui estou eu buscando coragem pra fazer a prova novamente. Então, voltando ao assunto que me fez escrever hoje, fui dar uma de "João sem braço" e resolvi manobrar o carro, mas não me dei conta de que dois corpos não ocupam o mesmo espaço e larguei o carro em cima do outro que estava na garagem. Mas foi bom, pois me fiz prometer que só vou pegar um carro novamente quando eu tiver passado na prova da auto-escola e o carro for meu.
Vou tentar fazer a prova agora em Dezembro mesmo, mas se não der (eu sempre me boicotando né!), esta será minha meta para 2011!!!!!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Beep beep'm, beep beep, yeah!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Meu dia hoje vai ser completamente Beatlemaníaco, meu ipod tá bombando já!!!! Felicidade, Felicidade!!!!!!!!

30 anos sem JOHN

Minha homenagem vai para John Lennon, gênio da música. Hoje faz 30 anos da sua morte.
 
 
Durante os anos 60, John Lennon liderou ao lado de Paul McCartney o grupo de rock mais famoso de todos os tempos, os Beatles.
Desde 1968, antes da dissolução do grupo, Lennon já lançava gravações feitas à parte dos Beatles, em parceria com sua segunda mulher, Yoko Ono.
Dessa época, são as gravações de "Give Peace a Chance", em que Lennon fala de pacifismo, e "Cold Turkey", sobre sua luta contra a dependência de heroína.
Entre 68 e 69, Lennon lançou também os obscuros álbuns "Unfinished Music Number 1: Two Virgins", que traz na capa uma foto dele e de Ono nus, e "Unfinished Music Number 2: Life with the Lions".
Depois da dissolução oficial dos Beatles, anunciada em 1970 por Paul McCartney, Lennon lançou em 71 o single "Power to the People" e o disco "Imagine", que chegou às paradas de sucesso com a faixa de mesmo nome.
Em 1973, o cantor lançou o disco "Mind Games", cuja faixa título teve algum sucesso. Nesse período, Lennon enfrentava uma guerra judicial com o departamento de imigração norte-americano que não queria conceder-lhe um "green card" (permissão de trabalho para estrangeiros) por causa de um processo por porte de maconha, de 1968.
De 74 a 75, Lennon viveu em Los Angeles, separado de Yoko Ono. São dessa fase as composições "Whatever Gets You Through the Night", em parceria com Elton John, e "Fame", em parceria com David Bowie. No final de 75, Lennon e Yoko se reuniram e em meados de 76 ele recebeu o tão esperado "green card".
Lennon só voltaria a gravar em 1980, quando lançou o disco "Double Fantasy", que reunia composições suas e de Yoko Ono. O single "(Just Like) Starting Over" estava subindo nas paradas quando Lennon foi morto por Mark Chapman em 8 de dezembro de 1980.
 
 
 
Give Peace A Chance

Two, one two three four
Ev'rybody's talking about
Bagism, Shagism, Dragism, Madism, Ragism, Tagism
This-ism, that-ism, is-m, is-m, is-m.
All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

C'mon
Ev'rybody's talking about Ministers,
Sinisters, Banisters and canisters
Bishops and Fishops and Rabbis and Pop eyes,
And bye bye, bye byes.

All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

Let me tell you now
Ev'rybody's talking about
Revolution, evolution, masturbation,
flagellation, regulation, integrations,
meditations, United Nations,
Congratulations.

All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

Ev'rybody's talking about
John and Yoko, Timmy Leary, Rosemary,
Tommy Smothers, Bobby Dylan, Tommy Cooper,
Derek Taylor, Norman Mailer,
Alan Ginsberg, Hare Krishna,
Hare, Hare Krishna

All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

ABSOLUTO


Hoje possivelmente será um dia histórico para o Internacional e seu torcedor. Amanhã já é o embarque da delegação colorada para Abu Dhabi e o Clube tá convocando a torcida para um evento diferente no Beira-Rio. Além de proporcionar  a despedida de time e torcida, a G7 Cinema organiza junto com o Internacional a única exibição coletiva do filme “Absoluto – Internacional, Bicampeão da América”, que conta a história da trajetória colorada no torneio continental.
Em apresentação única e histórica, o filme será exibido numa gigantesca tela de 120 metros quadrados em projeção digital de alta tecnologia. “Convocamos a torcida colorada a participar desse evento histórico, em que nos despediremos de nossos guerreiros e veremos um filme de arrepiar sobre essa grande conquista”, ressalta o diretor executivo de marketing do Inter, Jorge Avancini.
Os jogadores marcarão presença e estarão no Gigante, a partir das 20h.

Ingresso: R$ 5,00
Abertura dos portões no dia 07/12: 19h

domingo, 21 de novembro de 2010

I'LL HOLD YOU

 

It was written that I would love you
From the moment I opened my eyes
And the morning when I first saw you
Gave me life under calico skies.

I will hold you for as long as you like
I'll hold you for the rest of my life
 


 

Erros e acertos


Erros e acertos fazem parte da vida,
aproveitemo-los da maneira devida…
É importante reconhecer erros cometidos,
que nos podem deixar comprometidos,
e os saber corrigir,
para jamais os repetir…
É importante saber viver o presente,
assim como saber cuidar do futuro,
para que o amanhã não seja tão duro…
Vamos saber usar nossos caminhos,
evitando os descaminhos…
Sempre caminhando pela vida
com a atenção devida,
podemos evitar certos tropeços
que retardarão nossa marcha…
Já que Deus nos deu o livre arbítrio,
saibamos usá-lo adequadamente…
(Marcial Salaverry)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Hoje é o dia!


Cheiro a ti e adoro.
Adoro ter-te na pele e ainda te sentir comigo, ao pé de mim.
Quero uma eternidade.
Quero-te a ti, lado a lado.

Um dia vou ser feliz, hoje é o dia.

COM UMA LÃ BEM FOFINHA..




EU QUERO UMA OVELHA, UMA OVELHA BEM FOFINHA.

TALVEZ EU QUEIRA UMA OVELHA NUVEM.. TALVEZ EU QUEIRA UMA CÃOVELHA..

ALGUÉM ME AJUDA?


HOMENAGEM


Por você REALMENTE voluntário que com tantos compromissos agendados,não ficou indiferente diante de um animal atropelado, sarnento, esfomeado, abandonado
Por você voluntário, que teve seu descanso interrompido para socorrer um animal aos gritos
Por você que desceu ribanceira, correu na chuva, atolou na lama
Por você voluntário, que mesmo sem espaço, acolheu mais um animal abandonado
Que diante de um gemido de um cão, ou de um gato, não teve seus ouvidos tapados.

Por você que diante de um animal teve compaixão
Que curou feridas, vacinou, castrou, amou
Por você voluntário, que nunca escondeu a emoção
Que chorou, que sofreu ao lado de um cão
Que criou mais braços e pernas para alcançar soluções
É por você voluntário, que o mundo animal tem se tornado menos pior
É por você que inúmeros miaus e aus aus, se espreguiçam ao sol
Brincam na grama, abanam a cauda, atendem por um nome
E é através de você voluntário, de sua ação,que muitos animais tiveram oportunidade de reabilitação
Que conseguiram um lar, um brilho de alegria no olhar
A todos os voluntários,
Rendo minha singela homenagem
Pelo seu amor, dedicação e coragem.
Deus abençoe toda mão que trabalha pela Divina Criação
Parabéns a todos REALMENTE voluntários!

I Just Realized

 
Hear the leaves clapping
The buzzing of a bee
The sound of summer blowing
Is like a symphony

And I just realized what you mean to me!

Dance Tonight!

 
Everybody's gonna dance tonight
Everybody gonna feel alright
Everybody gonna dance around tonight..

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

.

AMOR CONTÍNUO..



(Robert  Frost)
Ame seus pais e seus irmãos. Eles são a base de sua vida, seu chão e quem com certeza vai sempre te ajudar.

Ame suas tias e tios, porque foram eles que por muitas vezes zelaram seu sono, quando você era apenas uma criança. Eu sei,você não se lembra! Mas você só vai entender o amor dos tios, depois que seu primeiro sobrinho nascer. Então, não perca tempo.
Ame seus primos e amigos por mais que eles sejam completamente diferentes de ti. Aceite-os. Aceite-se. Todo mundo tem defeitos.
E por falar neles... nos defeitos, ame sua barriga, suas celulites e as tais estrias. Elas indicam que sua vida está repleta de prazeres gastronômicos. Ame também seus quilos a mais, porque se eles não existissem você jamais poderia comemorar a vitória de um dia perdê-los. Ame seu cabelo do jeitinho que ele é.  
E o seu armário... Mude. Completamente. Doe. Experimente coisas novas, outras cores. Calças largas e calcinhas/cuecas de algodão. E não troque seu velho pijama por nada nesse mundo. Ele é o seu companheiro de sonhos.    
E é com aquele tênis feio e fora de moda, com o formato exato dos seus pés, que eu acho que você deve sair para caminhar todas as manhãs. Pra amar as coisas que estão do lado de fora.
 
Tarefa difícil. Respire.
 
No fundo, procure outra pessoa para amar um tanto, que dê até vontade de se casar com ela. Namore. E não se preocupe com o tempo que a paixão vai durar. Se gostem. Se assumam. Se curtam. Se abracem. Se beijem. Viagem.E saiam para dançar sempre!!! Tomem café da manhã juntos. Fiquem o domingo inteiro na cama, enquanto o mundo despenca numa chuva fria e fina.  
 
E quando você achar que já amou demais nessa vida, tenha filhos. Se não conseguir, adote. Dizem que não há amor maior. E eles vão crescer, amando você e muitas outras coisas e pessoas.
 
Com sorte, você terá netos. E dos seus netos, receberá mais tarde com muito orgulho, o amor dos bisnetos.

Quando pede alguma coisa, saiba também agradecer, agradeça pelas coisas, a Deus pela tua vida, pelos amigos que tem, por que cada um que passa pela tua vida nunca passa por acaso, há sempre o que aprender e também a ensinar.

Quando você achar que deve mudar alguma coisa, então faça alguma coisa pra mudar. Nunca permita que teus medos impeçam de fazer aquilo que deseja.

Procure gostar das coisas internas, não fique colecionando matérias, o bem físico se vai, mais cedo ou mais tarde, o que fica verdadeiramente é o que você faz pelos outros e por você mesmo! Pense nisso!


   O nosso amor é contínuo... É para sempre. É INFINITO!!!  

   O destino decide quem vamos encontrar na vida. As atitudes decidem quem fica!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Aaah Buenos Aires..

                                        
                                       BUENOS AIRES, HERE I GO!

o dia de hoje




                                              Felicidade!
                                              Prazer!
                                              Vivacidade!
                                              Bem-estar!
                                              Satisfação!
                                       

                                       
                                       

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Veríssimo...




Para se roubar um coração, é preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, não se alcança o coração de alguém com pressa.
Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado.
Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.
Conquistar um coração de verdade dá trabalho, requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança.
É necessário que seja com destreza, com vontade, com encanto, carinho e sinceridade.
Para se conquistar um coração definitivamente tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos.
Quando se deseja realmente conquistar um coração, é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes, que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago.
...e então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele, vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco.
Uma metade de alguém que será guiada por nós e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração. Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria. Baterá descompassado muitas vezes e sabe por que?
Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós.
Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava.
... e é assim que se rouba um coração, fácil não?
Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade, a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então!

E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida a fora que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém... é simples... é porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, e somente com um grande amor ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você.

(Luis Fernando Veríssimo)

A influência da Lua em nossas vidas

Eu sou adepta confessa dos sites de mapa astral, horóscopo, "como recuperar seu amor em 2 dias" e toda essa papagaiada astrológica e uma coisa que eu notei é que a Lua é tida como importante influência no nosso estado de espírito, nosso comportamento.. Ainda nada foi provado cientificamente a respeito de a Lua influenciar as nossas ações e comportamentos, mas isto não afeta muito a crença popular. Muita gente deixa de cortar o cabelo na lua cheia, para não ter volume, corta na crescente, para crescer mais rápido..
Um estudo realizado pelo departamento de Psicologia da Faculdade de Edgecliff, em Ohio, concluiu que dez categorias de crime são afetadas pela Lua Cheia: estupro, roubo, assalto a residências, roubo de automóveis, furto, consumo excessivo de álcool, desordem e agressões a crianças ou a membros da família. (ótima desculpa essa, não?)
Acredita-se que as fases que mais influenciam no ordenamento das coisas seriam a Nova e a Cheia, efeitos tanto positivos quanto negativos. Tanto Aristóteles quanto Plínio asseguravam que terremotos aconteciam geralmente durante a Lua Nova. Um geofísico do Instituto de Tecnologia de Massachusetts realizou um estudo sobre mais de dois mil abalos sísmicos na Turquia, e descobriu que mais da metade dos terremotos ocorreu durante as Luas Nova e Cheia, durante as mais altas marés diurnas.O corpo humano é composto em sua maior parte de água. Se a Lua afeta as marés dos oceanos é (quase) lógico concluir que os humanos sejam também diretamente afetados.
Sinceramente, acredito (em parte) nessa coisa toda, mas devemos fazer o que temos vontade, na hora que quisermos, sem seguirmos esta linha de que a Lua é a causadora das nossas ações (e muito menos culpar a Lua por nossos atos) ela apenas nos inclina para um lado ou para o outro.

OUROBOROS

Faz um tempo que conheci a história do Ouroboros e me encantei. Sempre busco símbolos, coisas, cores, imagens, músicas que representem um pouco daquilo que eu sinto e procuro na minha vida. O Ouroboros é um símbolo representado por uma serpente, ou um dragão, que morde a própria cauda. É um símbolo para a eternidade. O ouroboros simboliza o ciclo da evolução voltando-se sobre si mesmo. O símbolo contém as ideias de movimento, continuidade, auto fecundação e, em consequência, eterno retorno.
A imagem da serpente mordendo a cauda, fechando-se sobre o próprio ciclo, evoca a roda da existência. O ouroboros costuma ser representado pelo círculo, o que parece indicar, além do perpétuo retorno, a espiral da evolução, a dança sagrada de morte e reconstrução.
As vezes se está por cima e as vezes se está por baixo..
Esta imagem em especial é um ouroboros maori e eu achei fantástica para uma futura tatuagem.. quem sabe!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

A real beleza da mulher

Preta Gil fez uma matéria para o jornal O Dia falando sobre a real beleza da mulher. Ela acredita que não existem mulheres gordas e, sim, mulheres reais e possíveis e que só se tornou feliz quando percebeu que ser magra não era sinônimo de felicidade.
Acho que a mídia está sendo forçada a mudar seus padrões, mas esta é uma luta de muitos anos e que vai custar para ser vencida. A minha bandeira é a da saúde em primeiro lugar e a do bem estar pessoal. Ainda bem que tem gosto pra tudo, sejam gordinhas, magrinhas, branquelas, negras, altas, baixas. E como diz aquele provérbio,
"Nunca falta um chinelo velho para um pé cnasado".

Últimos dias de CowParade pelas ruas de Porto Alegre


Daqui alguns dias as lindas vaquinhas vão sair das ruas e vão para Bourbon Country, a exposição será do dia 21/11 à 30/11. Não vai ser tão emocionante quanto visitar elas pelas ruas da cidade, mas, com certeza, será muito mais prático.
A minha favortia é a Váxi!!!!!!!!
 
Obra: Váxi Artista: Maria Betânia Chaves Largo Vespasiano Julio Veppo, s/nº - Centro




segunda-feira, 8 de novembro de 2010

MANO QUERIDO!

Por favor, um Frappuccino a base de café?

Fim de tarde, calor absurdo lá fora, final de expediente e ainda tenho que ir pra faculdade.. um frappuccino bem gelado seria de grande valia!!!

Blackbird

O show é indescritível, por isso fiz questão de gravar várias das canções e tirar muitas fotos, dai depois vou postar tudo.

Uma música que eu me AMEI foi Blackbird.. é uma canção composta pelo próprio Paul, creditada à dupla Lennon-McCartney, e lançada no Álbum Branco de 1968.

"Blackbird singing in the dead of night
Take these broken wings and learn to fly
All your life
You were only waiting for this moment to arise.

Blackbird singing in the dead of night
Take these sunken eyes and learn to see
All your life
You were only waiting for this moment to be free.

Blackbird fly Blackbird fly
Into the light of the dark black night.

Blackbird fly Blackbird fly
Into the light of the dark black night.

Blackbird singing in the dead of night
Take these broken wings and learn to fly
All your life
You were only waiting for this moment to arise
You were only waiting for this moment to arise
You were only waiting for this moment to arise."
 


 

domingo, 7 de novembro de 2010

Only Mama Knows

7 de novembro de 2010, O GRANDE DIA!

Tudo certo pro show, acho que vamos sair de casa pelas 17h, os portões abrem às 17h30. Não podemos esquecer de todos os apetrechos necessários, como o binóculo, máquina fotográfica, ipod pra gravar o show.. ai que nervoso!
Eu tava pensando qual é a minha música mais esperada e ainda não sei.. Mas tem uma que eu to curtindo muito nos últimos tempos que se chama Only Mama Knows, do álbum Memory Almost Full de 2007. Esta música foi nomeada para um Grammy de Melhor Performance Vocal de Rock Solo. Definitivamente será um momento emocionante do show, mas a pergunta é, qual momento não será emocionante? Com certeza, as 3h ouvindo o Paul McCartney serão indescritíveis. Agora é esperar o momento de ir pro Beira-Rio..

Only Mama Knows: http://www.youtube.com/watch?v=cYOnLO_p8vc

sábado, 6 de novembro de 2010

HERE TODAY

Algumas horas antes do show do Paul McCartney em Porto Alegre e a ansiedade já tomou conta de todos aqui em casa. Estamos ouvindo o show que o Paul fez em New York em 2009, chamado "Good evening New York City" e resolvi postar uma música que ele fez para homenagear o John e que é um momento muito emocionante do show. A música chama "Here Today"..

"And If I Say I Really Knew You Well
What Would Your Answer Be.
If You Were Here Today.
Ooh- Ooh- Ooh- Here To - Day.

Well Knowing You,
You'd Probably Laugh And Say That We Were Worlds Apart.
If You Were Here Today.
Ooh- Ooh- Ooh- Here To - Day.

But As For Me,
I Still Remember How It Was Before.
And I Am Holding Back The Tears No More.
Ooh- Ooh- Ooh- I Love You, Ooh-

What About The Time We Met,
Well I Suppose That You Could Say That We Were Playing Hard To Get.
Didn't Understand A Thing.
But We Could Always Sing.

What About The Night We Cried,
Because There Wasn't Any Reason Left To Keep It All Inside.
Never Understood A Word.
But You Were Always There With A Smile.

And If I Say I Really Loved You
And Was Glad You Came Along.

If You Were Here Today.
Ooh- Ooh- Ooh- For You Were In My Song.
Ooh- Ooh- Ooh- Here To - Day"

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Any Road

O primeiro post não poderia ser outro. Música que me inspira,  que me lembra ótimos momentos..
Any Road de George Harrison é marco na minha vida.



                                            "Oh I've been traveling on a boat and a plane
                                            In a car on a bike with a bus and a train
                                            Traveling there and traveling here
                                            Everywhere in every gear

                                            But oh Lord we pay the price with the
                                            Spin of a wheel - with the roll of the dice
                                            Ah yeah you pay your fare
                                            And if you don't know where you're going
                                            Any road will take you there

                                           And I've been traveling through the dirt and the grime
                                           From the past to the future through the space and the time
                                           Traveling deep beneath the waves - in
                                           watery grottoes and mountainous caves

                                          But oh Lord we've got to fight
                                          With the thoughts in the head with the dark and the light
                                          No use to stop and stare
                                          And if you don't know where you're going
                                          Any road will take you there

                                         You may not known where you came from
                                         May not know who you are
                                         May not have even wondered how you got this far

                                        I've been traveling on a wing and a prayer
                                        By the skin of my teeth by the breadth of a hair
                                        Traveling where the four winds blow
                                        With the sun on my face - in the ice and the snow

                                        But oooeeee it's a game
                                        Sometimes you're cool, sometimes you're lame
                                        Ah yeah it's somewhere
                                        And if you don't know where you're going
                                        Any road will take you there
                                                                 ...
                                        But if you don't know where you're going
                                        Any road will take you there